quinta-feira, 31 de março de 2011

Leoa, Laís ( Pris Jardim)


Tudo começou com uma noite de amor
Sem esperar você chegou
Começou como semente...
... que se expandiu fortemente
Tomou conta de nossas vidas
Sem ao menos nascer
Te amamos só de te sentir
E amamos mais ao te ver sorrir
Você trouxe a alegria
Que faltava em nossas vidas
Acompanhamos cada passo...
... e choramos a cada tombo
Vibramos ao te ver falar
Crescemos ao te ensinar
Aprendemos com seus erros
Acertamos nas vitórias
Você é assim Lais
O erro do acerto
O acerto da vitória
Lais,leoa...
... é assim definida
Lais preciosa
Essa é sua história.

Esse texto eu escrevi quando ainda estava grávida da minha filha que hoje já tem 12 anos e é meu orgulho, mãe coruja né, mas amo essa menina.

Pris Jardim

quinta-feira, 24 de março de 2011

A Lua e o Mar ( Pris Jardim)


Sentada na varanda
Vejo o mar
Vejo o brilho da Lua...
... flutuar.
Olho a cena e começo a lembrar
Lembro dos tempos de outrora
Lembro dos seus braços...
... nos meus se enroscar
Vendo a Lua tão linda
O mar iluminar
Lembro das tardes
Quando ficávamos a namorar
Olho a Lua tão só
No céu a brilhar
Choro e me ponho a imaginar
Se o reflexo da lua no mar...
... não são sua lágrimas
Por tão longe dele estar!

Pris Jardim

segunda-feira, 14 de março de 2011

Queria ( Pris Jardim)


Como queria ser pintor
Para tua imaginar eternizar
Como queria ser pintor
Para seus traços poder retratar
Te retrataria de um jeito incomum
Te desenharia a alma...
... a calma.
Que em você posso enxergar
Te faria um quadro
Um quadro do seu ser...
... do seu eu
Mas como não sei pintar
Te desenho, te guardo
Te preservo
Dentro do meu acervo pessoal
Dentro da minha alma.

Pris Jardim


terça-feira, 8 de março de 2011

Homenagem ao dia Internacional da Mulher


Simplesmente Mulher...


Teus braços
Fortes braços
Num longo abraço
A me envolver
Teus lábios
Doces lábios
Fonte de beijos
Muitos beijos, pra me aquecer
Quanta coisa emana de ti, doce criatura
Amor...carinho...ternura
Tudo que me liga a teu ser, mulher
Tia...mãe...avó...
Irmã...neta...filha...
Guerreira...companheira...
Tu que me namoras, me compreendes
Que me incentivas, me repreendes
E jamais me deixas só.
Tu que és dar e receber,
Que com a mesma humildade
Sabes perdoar e esquecer.
Santa ou pecadora
Ingênua ou sedutora
Não importa! Serás sempre uma rainha
Uma intercessora...uma fada madrinha...
Aquela que na minha aflição, chamo
Laura...Priscila...Mary...Maria José...
A todas, admiro e amo
Santas criaturas
Anjos de candura
Simplesmente mulher!



Autor Desconheciso

quinta-feira, 3 de março de 2011

Sono ( Pris Jardim)


Te olho deitado...
... cansado
Do meu lado está
Dorme um sono de anjo
Dorme e suspira
Parece um gato a ronronar
Te olho e imagino
- O que deves sonhar?
Não sei...
... pena que contigo não posso estar.
Suspiro e te faço um carinho
Sinto um certo suspiro
Um leve sorriso no seu rosto está
Logo se vira e permanece a sonhar
Fico ali 
Calada te olhando
Te velando
Até meu sono chegar.

Pris Jardim 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...