Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Eu e o Tempo ( Pris Jardim)

Vou andando... ...caminhando Vejo o novo Aprendo com o velho
No riacho desfaço meu cansaço Vejo o peixe, o pássaro Retomo o passo
Perambulo no tempo Me perco Me acho E volta o cansaço
Agora as pernas falham O lho o espaço Conto o que aprendi Revejo o que vivi
Descanso me refaço Ando e paro Agora me desfaço
Pris Jardim

Primavera ( Cecília Meireles)

A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Seu sorriso ( Pris Jardim)

Seu sorriso é algo assim... Contagia Inebria Paralisa
No seu sorriso eu viajo Me embaraço Me perco Me acho
Você sorrindo É lindo Paraíso É o seu sorriso
No seu sorriso Eu imagino Minha alma pulsa No seu sorriso menino
Pris Jardim

Falando, Falando, Falava... (Pris Jardim)

Ela entra toda eufórica, falando, falando... Ele ali sentado, analisando, pensando Ela fala, gesticula, tentar chamar a atenção Ele perdido nos pensamentos só olhos  vão
Ela se irrita, falando, falando Ele paciente vai voltando a si Ela incoerente nervosa já está Ele respira fundo e a olha confuso
Ela percebi que chamou sua atenção Ele diz:- Fala coração Ela respondi Te amo, e sai cantando uma canção.
Pris Jardim

Traição ( Pris Jardim)

Traição, igual a tentação raiva, atração Igual a ira rejeição , angustia, perdição
Traição rima com comichão satisfação Queima machuca o coração
Traição interfere anula Alucina isso é traição
Pris Jardim

Selo, Esse Blog Me Faz Sorrir

Recebi esse selo da minha querida Valéria do Blog Dolce Algodão http://dolcealgodao.blogspot.com
Esse selo tem algumas regras: Falar 9 coisas sobre nós e repassar para 9 blogs amigos.
Bom, sobre mim:
- Amo ler, escrever e ouvir música
- Passo horas na internet sempre que posso
-Faço e adoro trabalhos manuais, bordados, pinturas e decoupagem
-Sou casada e tenho um filha linda que é meu orgulho
-Fiz faculdade de direito, mas não concluí, parei para casar e minha vida tomou outro rumo, ainda bem,rsrs
- Sou de São Paulo
- Adoro fazer amigos e estar com eles sempre que posso
- Adoro escrever nos  meus blogs e estou prestes a fazer outro, esse sobre música antiga
- Gosto muito de passear em lugares como praças e parques, assistir bons filmes no DVD e rir.

Falei um pouquinho sobre mim e o selo todos vocês que quiserem fiquem à vontade para leva-lo.

Pris

Bolhas de Sabão ( Pris Jardim)

Bolhas de sabão Voam sem parar No céu vão estourar

A criança ri Brinca Estoura A bolha de sabão
A criança faz mais bolhas Que voltam ao céu bailar A alegrar e colorir A vida da criança a sorrir

Pris Jardim

Vivendo (Pris Jardim)

O mar batendo contra as pedras O pôr-do-sol reluzindo no horizonte Gaivotas voando Voava também meus pensamentos

Voava e te procurava Procurando a felicidade de outrora A alegria vivida O amor desinibido
O sol se pôs As estrelas começam a surgir A lua brilha alto A escuridão se faz
Tal qual a escuridão Está meu coração Você aqui não está
Me levanto e vôo Vôo sem rumo, sem destino Pois você aqui não está Assim vou vivendo Esperando de novo te encontrar


Pris Jardim